Apple inaugura em Londres sua maior loja

Por Ricardo Ojeda Marins

A mais recente loja da Apple abriu suas portas ao público neste último sábado, em Londres. Esta é a 300ª e a maior loja da marca no mundo. Uma multidão de apaixonados pela marca de Steve Jobs se reuniu em frente ao local, em Covent Garden, e esperou na fila durante horas, amparada da garoa que caía por guarda-chuvas cedidos pela própria loja. Tudo isso pela oportunidade de estar entre os primeiros a visitar o novo templo do consumo na capital inglesa. O primeiro cliente antecipou-se, chegando 24 horas antes da abertura. A apenas alguns passos dali, encontram-se marcas de prestígio como Diesel, Paul Smith, Pepe Jeans London e outras.

Com um staff de 300 colaboradores, a loja ocupa um clássico edifício construído em 1870, restaurado e renovado, mantendo a maior parte da arquitetura e design originais. O alto padrão de seu interior é notado por suas escadarias de vidro, móveis em carvalho e aço escovado. Arcos e cúpula de vidro completam o luxuoso visual da loja. O estabelecimento tem espaços exclusivos para Macs, iPhones, iPads e iPods em seus 3 andares. Escritórios corporativos da Apple ocupam a parte superior do edifício. O edifício situa-se em uma das praças mais movimentadas de Londres, com um mix de moradores e turistas.  É a quarta loja da Apple na cidade, e fica próxima de sua unidade da Regent Street, região que concentra grifes como Issey Miyake, Molton Brown, Jaeger e outras. O mercado premium britânico mostra sua relevância para a empresa. Segundo o vice-presidente de vendas da empresa, Ron Johnson, a loja da Apple na Regent Street, aberta em 2004, é a mais popular e bem-sucedida do mundo.

O primeiro andar é destinado a serviços como o Genius Bar, que oferece suporte técnico gratuito, e o One to One (treinamento personalizado sobre o funcionamento dos aparelhos e conta com ajuda até para baixar arquivos). A parte central destina-se a workshops e seminários. Agora pequenas empresas também poderão participar de workshops para receber orientação sobre as melhores soluções para seus negócios. Os clientes podem ainda instalar e testar seus aparelhos recém-adquiridos, saindo da loja já com tudo funcionando.

O novo endereço londrino da Apple segue a sua estratégia de varejo, buscando proporcionar a seu consumidor experiências com a marca, sempre em um ponto de venda elegante, espaçoso, com suas tão cobiçadas criações eletrônicas e um staff preparado para informar sobre os produtos e sua usabilidade. De acordo com Johnson, o projeto da Apple em Covent Garden era realmente criar um amplo espaço de varejo para expressar a marca.

A famosa marca da maçã, que já está presente em diversos países do mundo e algumas delas icônicas como a da Fifth Avenue em Nova York e do Louvre em Paris, promete ainda abrir novas lojas em Chicago, Paris e Shanghai, segundo o jornal britânico The Guardian.

Assista ao vídeo da inauguração: