Surpreendente Starck no Sanderson Hotel Londres

quartos

Por Vera Golik

Neste mês de agosto, a convite da P&G (Procter & Gamble), estive em Londres para o lançamento de uma marca de cosméticos que logo vai chegar ao Brasil para deixar nossa pele incrivelmente maravilhosa (aguardem as novidades!). O local que foi reservado para a nossa hospedagem já mostrava todo o cuidado e o requinte com que a marca é e quer ser tratada: ficamos nada menos no que no Sanderson Hotel, no coração de Londres. A experiência de passar alguns momentos ou, melhor ainda, alguns dias, nesse espaço surpreendente merece ser compartilhada…

Ao chegar, olhei e não dei nada pela fachada, até entender que no antigo edifício funcionou a fábrica de papéis de parede e tecidos para a rainha, uma espécie de patrimônio cultural e por isso nem o nome do prédio pode ser alterado.

Assim é o Sanderson Hotel, em Londres, mais que um hotel, praticamente uma instalação digna de Bienal, uma experiência inesquecível para os amantes da beleza, da estética e da inovação.

Desde o comitê de recepção – sim, porque os belos rapazes e moças especialmente treinados para nos receber não merecem outra denominação mais convencional – até cada detalhe que compõe os ambientes e aguça os sentidos… Já ao passar pela porta principal nos dá a certeza de estar no que é realmente um Hotel-conceito. Logo no Lobby não restam dúvidas, você está num hotel que leva a assinatura de Philippe Starck!

Compreendi e agora compartilho totalmente a opinião de nossa querida mentora do mercado de luxo, Luz Vaalor, quando ela diz: “Adoro Philippe, não só pela diversidade de móveis, utensílios, fotografias, hotéis ou carros que ele fez até hoje, mas pela beleza imprevisível, subversiva e pela irreverência de suas criações”.

Como diz Luz, “Starck transforma simples objetos do nosso dia a dia em obras de arte”. É a mais pura verdade! Desde confortáveis e moderníssimos sofás (como este na foto, em forma de lábios carnudos) que convivem com móveis de época e estilo vitoriano até espaços inusitados que se transformam em local de evento ou cenário de foto: uma sala de leitura com uma provocante mesa de bilhar revestida de feltro roxo fosforescente, o elevador em 3D com paisagens do espaço sideral, ou mesmo o quarto, cada um com uma surpresa, como o quadro com uma bucólica paisagem pendurado onde? No teto! E as paredes de vidro que revelam um banho sensual quando as cortinas se abrem… enfim, Philippe Starck tem o dom de transformar simples objetos em espaços nos quais podemos interferir, brincar, fazer parte. Uma criação contínua da qual somos co-autores apenas por passar ou estar lá. Surpresas que se somam com um único e belo objetivo: a nossa felicidade. Um luxo, uma experiência que vale ser vivida!

Bilhar

Lobby

Restaurante Suka

Purple Bar

jardim do hotel

2 comentários

  1. Vera, você tem toda razão, o hotel é mesmo surpreendente e você conseguiu traduzir exatamente como ele é, um dos mais belos hotéis assinados pelo designer.
    E adorei saber da história da fábrica de tecidos e papel de parede.
    Bjs, melina