Direto de Paris! Destaques da Maison&Objet para outono-inverno 2014

LuxuryLab

Por Sandra Braga via F/StyleParis.com

Na semana de 6 a 10 de setembro mais de oitenta e cinco mil visitantes passaram pela Maison&Objet, a maior feira dedicada aos profissionais de decoração e design da Europa. O evento, que acontece semestralmente em Paris, já é conhecido por promover novos talentos da criação e ao mesmo tempo reunir marcas líderes de mercado. Entre os três mil expositores, encontravam-se diversas nacionalidades, entre italianos, belgas, dinamarqueses, coreanos, japoneses, brasileiros. Quem ainda ocupa quase metade dos espaços são mesmo os franceses, que trazem seus artigos tecnológicos e artesanais de design, luxo e moda.

Além de uma extensa agenda de conferências e exposições, que tratam de assuntos atuais como comunicação digital, inovações tecnológicas e varejo, a Maison&Objet apresenta, todo ano, as tendências que inspiram as criações da próxima estação. Para esta edição a Maison&Objet criou três grandes instalações conceituais chamadas de “Illuminations”, “Funtasy” e “Psychotropia”. Os três conceitos formaram um rico percurso das tendências de outono-inverno de 2014, chamado “ENERGIES”.

2013. Inspirations Energies from MAISON&OBJET on Vimeo.

O primeiro espaço do “Energies”, o “Illuminations”, foi desenvolvido pela designer Elizabeth Leriche, que trouxe um novo olhar para a energia que vem da luz artificial em espaços fechados. A instalação das “iluminações” agregou projetos de diferentes artistas que se preocupam em tratar a luz como uma fonte de experiências sensoriais. Por meio das cores e do tipo de reflexão, a luz tornou-se mais que um elemento funcional, tornando-se uma rica fonte de conforto e bem-estar.

O destaque entre os projetos foi o “Space Odyssey” (Odisséia no Espaço), de Ettiene Rey, que levava o visitante a embarcar em uma experiência sensorial através de um corredor de 20 metros que levava em direção a um feixe de luz.

2. lux feixe

O segundo espaço, o “Funtasy”, foi marcado pela energia fantasiosa de Vincent Grégoire, consultor da Agence Nelly Rodi que juntou objetos coloridos, humorísticos e irônicos ligados à cultura pop e ao universo digital. Ele retratou, assim, o movimento atual de design de recriar objetos clássicos, adicionando a eles novas cores, materiais e tamanhos.

Untitled

O terceiro espaço, produzido pelo designer François Bernard, o “Psychotropia”, referia-se à energia que vem do imaginário. Foram criadas pequenas cenografias que questionaram os mistérios da vida, representados através de objetos surrealistas, primitivos, estampas gráficas e psicodélicas.
2.4

Assim, a edição da Maison&Objet trouxe mensagens otimistas, objetos coloridos e surrealismo, representando um momento pós-crise que procura adicionar positivismo às próximas criações. A iniciativa provocou, também, uma reflexão sobre a possibilidade de vivermos um “novo séculos das luzes”.

Para uma acompanhar uma síntese mais completa da Maison&Objet entre no TRENDS LAB da nossa Home Page ou no link http://www.fstyleparis.com/trends-lab/maisonobjet-macrotrends