Direto de Paris! Première Vision em Paris encrerra esbanjando criatividade, tecnologia e inovação

capa_sintesede

Por Sandra Braga via F/StyleParis

Não é de hoje que a história dos tecidos que contêm 100% de uma matéria-prima vem abrindo espaço para os materiais sintéticos e mistos, que incorporam diferentes fibras e trazem inovações tecnológicas. Na Première Vision, realizada em Paris de 17 a 19 de setembro, ficou evidente que a indústria da moda acompanha essas mudanças.

Enquanto os fabricantes de tecidos desenvolvem tecnologias que produzem materiais funcionais por menores preços, as marcas que confeccionam o produto final ainda contam com um calendário sazonal para exibir seus lançamentos.

No entanto, alguns acontecimentos acirraram a concorrência e aceleraram a indústria da moda. O crescimento das produções chinesas, as marcas de varejo “fast fashion” e consumidores buscando por novidades são fatos que os criadores de moda já não podem mais ignorar na hora de preparar a agenda de lançamentos.

Alguns eventos começaram a dar as primeiras pistas destas mudanças. Desde 2010 foram criados as coleções “capsules” e os desfiles “resorts”, marcando o aparecimento de catálogos mais enxutos que surgem fora da semana da moda.

Para Pascaline Wilhelm, diretora de moda da Première Vision, “é evidente que um estilista tem que pensar em sustentabilidade, estética, redução de preço e cultura na hora de criar, mas o único caminho para fugir das cópias e obter originalidade é lançar a sua criação antes dos concorrentes”.

Com um mercado que demanda um giro de produto mais rápido sem perda de originalidade e preço, a emergência da tecnologia foi o assunto de maior destaque na Première Vision. Para a apresentação dos materiais fornecidos por aproximadamente dois mil expositores de diferentes nacionalidades que estavam presentes na feira, foram realizadas diversas conferências e instalações com os novos materiais que orientarão as criações das marcas do próximo outono-inverno 14/15.

Para atingir originalidade será preciso abusar da fantasia e da tecnologia das matérias primas. A mensagem deixada para os criadores na Première Vision é que as peças do vestuário sejam construídas a partir da inspiração dos tecidos. E, para isso, não faltarão novidades em novos materiais que impulsionarão a criatividade.

Tecidos que podem substituir os materiais nobres por um menor custo, como os tecnológicos, funcionais, esportivos e sintéticos, ganharam destaque na feira.

Para o outono-inverno 14/15 a busca por conforto continua por meio das formas “oversized”, vindas de coleções passadas, e transferidas do guarda-roupa masculino para o feminino. É preciso lembrar que a leveza das peças é um ponto importante. Materiais como a lã, as espumas, o matelassê e a seda podem ser boas opções. Tecidos originários do esporte, como o neoprene, aderem às peças chiques e de uso diário.

Uma novidade foi a diversidade de tecidos tridimensionais (3D), que assumem diferentes superfícies com alto relevos e produzem efeitos lúdicos.


Timavo & Tivene. Foto: divulgação Première Vision


Schoeller Textil. Foto: divulgação Première Vision


Euromaglia. Foto: divulgação Première Vision

Entram na lista de inspirações os tecidos híbridos que misturam fibras e parecem sair direto da fábrica. Assim como os tecidos dupla face que permitem um contraste de texturas e de cores.


Toki Sen-I Co. Foto: divulgação Première Vision


Hironen Company. Foto: divulgação Première Vision

A homogeneidade não se encaixa no outono-inverno 14/15. Os tecidos evitam repetições monótonas. Os desenhos gráficos ganham amplitude, as listras expandem-se e o todo é quebrado por uma geometria inesperada. As técnicas artesanais desenvolvem-se através das inovações tecnológicas.


Canepa Spa. Foto: divulgação Première Vision


Malhia Kent. Foto: divulgação Première Vision


R.-Allegri-F.Lli-Srl. Foto: divulgação Première Vision

Para finalizar, entraram em cena as peles sintéticas coloridas, os tecidos e os fios refletores de luz, com bordados de espelhos e metalizados. E os bordados de flores manipuladas.


Bacus. Foto: divulgação Première Vision


Uni Textile. Foto: divulgação Première Vision


Duksung Co. Foto: divulgação Première Vision


Belinac. Foto: divulgação Première Vision

Assim, tantas fusões de materiais e manipulações de volumes criam fantasia e inspiram o sucesso das criações daqueles que serão mais rápidos e originais no próximo outono-inverno 14/15 — ou antes mesmo dele!

http://www.fstyleparis.com/

www.premierevision.com