Gisele Bündchen lidera protesto da Chanel na última semana de moda de Paris

-1

Na última semana de moda em Paris, Karl Lagerfeld conseguiu surpreender mais uma vez e organizou um protesto feminista para o fim do desfile da Chanel, que aconteceu na terça feira, dia 30 de setembro, contanto com a presença das tops Gisele Bündchen e Cara Delevingne. Gisele desfilou com exclusividade para Chanel na coleção Primavera/Verão vestindo um maio, um cardigã e polainas listradas.

Por Bruna Daros

De acordo com a über Gisele, que apareceu no fim do protesto com um megafone nas mãos, o protesto, que aconteceu no Grand Palais transformado em um quarteirão parisiense, foi um caos organizado, como na vida real.

A top não costuma desfilar mais, apenas em ocasiões especiais, então ela fez uma única entrada. Sua presença fez sentido nessa ocasião uma vez que ela é embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio-Ambiente.

O objetivo de Karl era mostrar mulheres elegantes na luta de causas feministas, gritando palavras de ordem e com cartazes com temas de proteção ao meio ambiente e o aquecimento global, liberdade de expressão, casamento do mesmo sexo, etc. Frases marcantes da label também foram destacadas: “faça moda, não guerra”, “ladies first”, “vote em Coco”, “free freedom”, “be different”, “seja seu próprio estilista”, entre outros.
-1

Closer than the Front Row: Chanel