A rede de fast fashion sueca H&M desiste de abrir lojas no Brasil

HeM

Por Luz Vaalor
No final de 2013, a marca anunciou que abriria sua primeira loja brasileira de 2014. Até o local já estaria definido: a Avenida Paulista. Na época, a segunda maior varejista do mundo tinha um plano ambicioso de 40 unidades no país no médio prazo. Só em 2014 seriam cinco lojas.

O Brasil assusta a marca pelos altos custos de instalação – seria uma das poucas experiências no hemisfério sul – e também pela alta competitividade dos players que já estão por aqui como Riachuelo, Renner, C&A, TopShop e Zara . Atualmente, a H&M tem cerca de 3.000 lojas no mundo.
As informações são de Lauro Jardim da coluna Radar on Line da Veja.