Leve em conta seu tipo físico ao escolher suas novas aquisições

Seustylo

Personal stylist Juliana Skliutas ensina a valorizar seu estilo de acordo com o tipo de corpo

Não tem nada a ver com futilidade! É sobre sentir-se bem e valorizar as características do próprio corpo. E quem comprova que este papo está para além de “estar na moda”, é a consultora de estilo Juliana Skliutas, que ensina os tipos físicos e dá dicas práticas que favorecem o estilo pessoal independentemente das tendências apresentadas nas passarelas, vitrines, revistas, novelas e no ‘mundo da moda’.

Oval, triângulo, retângulo, ampulheta ou triângulo invertido. Como saber qual é o meu tipo físico? “Podemos descobrir através da medição e análise das partes do corpo, comparando suas proporções. Cada pessoa tem um formato de corpo diferente, resultado de fatores como ascendência, miscigenações, cuidados alimentares e a própria idade. As proporções é que vão nos ajudar a identificar qual o formato de corpo se assemelha ao tipo físico”, explica a consultora de estilo Juliana Skliutas.

Segundo Juliana, um look adequado ao seu tipo físico pode exaltar sua beleza e valorizar o seu corpo, porém, uma roupa inadequada pode trazer resultados indesejados visualmente. “A peça errada pode destacar algo que não queremos. Um look composto sem o cuidado com o tipo de corpo, pode dar a impressão de que uma pessoa está acima do peso ou é muito mais baixa do ela realmente é, por exemplo. A moda deve ser uma aliada do nosso tipo físico, não uma inimiga da nossa própria natureza”, afirma Skliutas.

Confira abaixo os tipos físicos e dicas de Juliana Skliutas para cada um deles:

Oval: Silhueta de formas arredondadas que tem a parte mais larga na altura da cintura ou barriga. “Invista em peças que alonguem a silhueta e afinem a cintura, criando uma linha longilínea, chamando a atenção para o rosto e ombros. Decotes em V ou U, twin-set com a bainha abaixo do quadril, e saias retas ou ligeiramente evasê são peças chave. Opte também por cores escuras e opacas e por tecidos sem muita textura”.

Retângulo: Os ombros e quadris têm a mesma medida. A cintura pode ser reta e do mesmo tamanho da parte superior e inferior, formando um retângulo. “Nesse caso há a necessidade de criar uma silhueta curvilínea. Peças acinturadas e com detalhes ajudam a definir a cintura. Looks monocromáticos, tricôs de malhas finas acinturados, saias levemente rodadas e calças boca de sino ou flare criam a ilusão de cinturas mais finas, sendo ótimas opções para equilibrar as medidas do corpo”.

Triângulo: É o tipo físico em que a região do quadril é a mais larga do corpo. “Para equilibrar a silhueta, a parte superior do look deve chamar a atenção. Blazers com ombreiras, blusas com detalhes nos ombros, decote canoa e cores claras e iluminadas são ótimas para isso”.

Triângulo invertido: Corpo com ombros largos e quadril estreito. “É possível criar um visual equilibrado acrescentando volume à parte inferior do corpo. Boas opções são cores escuras ou discretas na parte superior, camisas mais decotadas para alongar o colo, ombros ajustados e sem volume, blusas com manga raglã ou cava americana”.

Ampulheta: A cintura fina e curvilínea contrapõe as medidas dos ombros e quadris, que, nesse tipo físico, são as mesmas. “No tipo físico ampulheta, é necessário valorizar as curvas naturais, suavizando os ombros e quadris. Calças de corte reto e cintura baixa e vestidos envelope trespassado são perfeitos nesse caso”.

Vale lembrar que não existe um tipo físico ideal ou perfeito. “O importante é sermos felizes com o corpo que temos e usarmos ferramentas práticas para nos sentirmos confortáveis com o nosso próprio corpo”, completa a consultora Juliana.

Mais informações em: www.julianaskliutas.com.br