Grupo de marcas de moda brasileira desembarca em Lyon

MC_2016_rose

Focada nos segmentos de moda praia e lingerie, a Mode City recebe 20 marcas dos projetos de internacionalização de moda brasileira Texbrasil, da Abit, e Fashion Label Brasil, da Abest, ambos com o apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). O evento acontece de 9 a 11 de julho em Lyon, na França.

O grupo do Texbrasil é composto pelas empresas Maryssil, Biquini Brasil, Berlan, Ouseuse, Sambasoul, Sol & Energia, Despi e Sauipe. Esta última participa do evento pela primeira vez e espera estabelecer contatos. “Estamos muito animados para o salão e já temos alguns encontros marcados com compradores que nos contataram pelo site do evento. Espero que tenhamos sucesso em Lyon e que possamos voltar no ano que vem”, explica Marcia Hacker.

Denise Zanvettor, da Sambasoul, espera que a feira permita a abertura de novos mercados e consolidação internacional da marca: “Já tivemos uma experiência na Grécia e agora queremos ampliar a atuação na Europa, Estados Unidos e América Latina, por exemplo. Nosso foco é a exportação, a marca nasceu com este propósito”, comenta.

Já o Fashion Label Brasil é composto pelas marcas Água de Coco, Gluck Rio, Larissa Minatto, Lenny Niemeyer, Maria Sanz, MOS Beachwear, Salga, Salinas, Seaster, Sinesia Karol, Shorts.co e Triya. A designer Maria Sanz, conhecida pela originalidade de sua marca de quimonos, acredita ter boas chances de ser absorvida pelo mercado estrangeiro. “Sei que a primeira participação em uma feira quase nunca é expressiva, funciona mais como networking, porém estou muito otimista. Acho que vou atrair compradores que buscam pela moda autoral, proposta sempre presente na estamparia de meus quimonos”, acrescenta a estilista.

Outra marca também iniciante no mercado internacional é a Seaster, que vê na Mode City a oportunidade de mostrar a autenticidade de seus produtos. “Além de conquistar novos clientes da Europa, Ásia e América, queremos, acima de tudo, escutar a demanda dos clientes e estreitar relacionamentos”, finaliza Giovanna Corsi Seaster, estilista da marca especializada em waterwear.

Sobre a ABEST

Criada em 2003, a Associação Brasileira de Estilistas tem como objetivo fortalecer e promover o design e a moda brasileira. Sua principal proposta é auxiliar o desenvolvimento de marcas brasileiras de alcance internacional e garantir a autenticidade e criatividade de cada uma delas, além de divulgar o estilo de vida do Brasil, contribuindo assim para o crescimento de todos os segmentos vinculados à moda. Atualmente a ABEST, que não tem fins lucrativos, conta com 120 marcas de todo o Brasil que exportam produtos para 57 países. Além disso, executa constantemente ações estratégicas para ampliar a penetração em novos mercados do globo e estreitar relações com os já conquistados.

Sobre Texbrasil

O Texbrasil, Programa de Internacionalização da Indústria da Moda Brasileira, foi criado em 2000 pela Abit em parceria com a Apex-Brasil, para apoiar e preparar as empresas das indústrias têxtil e de confecção interessadas em comercializar seus produtos em outros países. Desde seu lançamento, mais de 1,2 mil empresas utilizaram os serviços do Programa, entre eles encontro com compradores e jornalistas internacionais, participação em feiras e eventos em todo o mundo, ações de capacitação em inovação, sustentabilidade e design, e realização de pesquisas e prospecções de mercado.

Sobre a Apex-Brasil

A Apex-Brasil tem a missão de desenvolver a competitividade das empresas brasileiras, promovendo a internacionalização dos seus negócios e a atração de investimentos estrangeiros diretos. A Agência apoia, atualmente, mais de 12 mil empresas de 82 setores produtivos da economia brasileira, que exportam para mais de 200 mercados. Em parceria com entidades setoriais, organiza ações de promoção comercial, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais e visitas de compradores estrangeiros e de formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira. A Apex-Brasil também coordena os esforços de atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o País, trabalhando na identificação de oportunidades de negócios e na promoção de eventos estratégicos, e garantindo apoio ao investidor estrangeiro durante todo o processo no Brasil.