As joias com história de Claudia Kechichian

capa IMG_1065Designer cria peças belas e marcantes para mulheres cheias de atitude e muito independentes

“Eu me considero uma joalheira diferente porque gosto de contar história por meio das joias. Em minha visão, uma mulher vestida de joias tem que ter o que dizer e carregar seus tesouros por identificação”, dispara Claudia Kechichian, uma das designers de joias mais peculiares de sua geração. Coberta de razão: Claudia tem um predicado raro no segmento: produz e desenha em processo artesanal todas as suas peças. Não para que elas se tornem a mais atraente relíquia de uma vitrine – ou do colo feminino –, mas para que elas carreguem significados. Ora reproduzindo histórias, ora imaginando-as, Claudia, de fato, criou uma marca única que encanta muito além do brilho de suas pedras.
À primeira vista, logo se nota sua paixão por mulheres fortes e independentes. Talvez porque todas as suas criações, sempre atemporais e com um toque retrô, transmitam um pouco de seu conhecimento e dedicação aos temas idealizados. Sua mulher pode ser mãe, mas não deixa de ser moderna. São carregadas de bom humor e valores. “Eu não crio joias para serem usadas de modo over. Sempre imagino minha mulher vestida com peças que podem ser usadas do amanhecer à noite, que acompanham o cotidiano”, resume.
Para tanto e para conceber tamanho ecletismo, Claudia se entrega em leituras e pesquisas antes de criar todas as suas coleções notórias pela qualidade das informações. Trabalha com ouro e até em prata – metal visto na deslumbrante coleção de braceletes e maxi colares “Rosas Turcas” por uma razão coesa: para manter o conforto e o peso que a mulher contemporânea merece. Sem preconceitos, explora diamantes de todas as cores que consegue captar e se envereda na beleza das pedras, seja um citrino, uma esmeralda ou uma jade. O importante é que as gemas lhe ajudem a explicar seus sonhos. História tomadas de predicados que vêm conquistando, em tempo célere, o coração e a alma de suas clientes.

Coleções Atuais

Na curta e ascendente história da marca da designer paulistana, muitas coleções, incluindo os poderosos braceletes florais e maxi colares ainda mais vistosos, foram desenhadas e até hoje são encomendadas.
Hoje, no Ateliê, brilha a Coleção de Esmeraldas Colombianas, inspirada no mar caribenho das paradisíacas ilhas de Cartagena e San Andrés – dois dos destinos mais cobiçados do Caribe Colombiano por suas praias tranquilas, águas absurdamente cristalinas que se refletem na translucidez das pedras em aneis e brincos de ouro branco e amarelo.
“São joias descontraídas, para o dia a dia”, revela a designer, que sabe que hoje a mulher contemporânea e independente não tem um segundo a perder e precisa estar vestida com joias que vão do escritório para o jantar com os amigos, sem abrir mão de um toque de sofisticação.

Coleção Esmeraldas Colombianas - brincos ouro amarelo e diamantes - R$ 18.300,00 IMG_2872 Coleção Esmeraldas Colombianas - anel ouro amarelo e diamantes R$ 9.800,00

A Extravagance é outra coleção marcante nas vitrines. As safiras de azul profundo que encantam a realeza são as novas estrelas da coleção, que conta também com opções de rubi e esmeraldas, sempre em gemas grandes e marcantes, emolduradas por diamantes brancos ou negros ou apenas engastadas em ouro branco e amarelo.
“Joias com pedras maiores não são tão comuns e por isso a disponibilidade dessas pedras é mais escassa. Demorou um pouco para encontrar as safiras que eu queria, mas agora a Extravagance fica mais completa”, comemora Claudia.

IMG_1065IMG_1026 IMG_1389 IMG_1029Todas as coleções já estão disponíveis no ateliê e também no e-commerce da marca (www.claudiakechichian.com.br)