Varejo de luxo revela tendências para os maiores centros de compras no mundo

The Palm CourtPor Érica Giacomelli

Quem já passou por Miami sem dúvida já se deparou com o Design District, que tem se tornando aos poucos um dos maiores centros de design, moda, arte e arquitetura dos Estados Unidos, almejando competir com centros como Berlim, Basel e até Milão.
Antes das revitalizações, o Design District era uma região degradada e com ocupações irregulares, no que era uma antiga plantação de abacaxis (que ficou até os anos 70). De olho em uma oportunidade de revitalização, o plano diretor da área foi criado visando ser uma futura área destinada às artes.
As primeiras lojas a acreditarem nesse projeto ambicioso (e que trouxeram outras marcas de moda e design) foram às marcas: Christain Louboutin e Kartell.
As mudanças compreendem a extensão do Paseo Ponti (uma rua pedestrial), a criação da Paradise Plaza com lojas como Bulgari, Céline, Cartier, Giorgio Armani, Givenchy, Tiffany & Co. e edifícios desenhados por Daly Genik, Freeland Buck, Tolila+Gilliland etc.
Lojas de design e home collection também marcam prensença no Design District, entre elas: Armani Casa, Casa Fendi, Holly Hunt, Lladró, Luminaire, The Rug Company e Vitra.
Já em matéria de arte, o Design District é bem servido. Em junção aos já estabelecidos de la Cruz Collection Contemporary Art Space e instalações de John Baldessari, The Buckminster Fuller Institute, Konstantin Grcic, Zaha Hadid, Marc Newson e Xavier Veilhan, a área conta ainda com o Institute of Contemporary Art Miami (ICA), com uma construção dos arquitetos espanhois Aranguren & Gallegos. Já na 1st Avenue, o primeiro hotel da área desenhado por Neri & Hu e um prédio residencial desenhado por Studio Gang trazem mais fluxo de pedestres para a área, além de aumentarem o número de lojas para mais de 200.

Sobre Érica Giacomelli
Érica Giacomelli é arquiteta e urbanista, formada pela FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado, mestra em design de interiores pelo Istituto Marangoni, em Milão, curadora de conteúdo e brand specialist. Além disso, passou pelas instituições: Central Saint Martins em Londres e Parsons, em New York. Outros cursos que integram sua trajetória: Perspectiva Focada em Design de Interiores, Design de Jóias, Extensão em Design de Mobiliário, Introdução ao Cool Hunting, Desenho de Acessibilidade e Yacht Design. A jovem, que já morou em Santiago, Buenos Aires, Nice, Nova Iorque, Londres e Milão, tem estilo de arquitetura único. Muito além da arquitetura, Érica também desempenha o trabalho de designer de luxo, focada no mercado varejista de alto padrão. A profissional acredita que a arquitetura, arte, cultura, design e moda estão intimamente relacionados, por isso, tem o cuidado de compartilhar essas experiências, vivências, visões e análises, que muda a cada instante, com seus clientes e em seu blog de design: www.ericagiacomelli.com.br/category/blog/.