Ralph Lauren, a marca de luxo mais amada dos brasileiros, anuncia mudanças

Designer Ralph Lauren, right, poses in his office with Stefan Larsson, global brand president

Designer Ralph Lauren, right, poses in his office with Stefan Larsson, global brand president

Ralph Lauren Corp. empresa de moda que habita no mercado de luxo e mascas de grande sucesso no Brasil, declarou que o presidente e diretor executivo Stefan Larsson vai deixar a empresa em 1 de maio.

Larsson disse que os Planos para o Futuro estão “no caminho certo”. Ele acrescentou: “Ralph sempre será uma inspiração para mim, e estou grato por ter tido essa experiência”.

Ralph Lauren, presidente executivo e diretor de criação, disse: “Stefan e eu compartilhamos um amor e respeito pelo DNA desta grande marca, e ambos reconhecemos a necessidade de evoluir. No entanto, descobrimos que temos pontos de vista diferentes sobre como evoluir as partes criativas e voltadas para o consumidor do negócio. Depois de muitas conversas entre nós e com o nosso conselho de administração, concordamos em nos separar. Sou grato pelo que Stefan tem contribuído durante seu tempo conosco, definindo-nos na direção certa com o Plano Way Forward “.

wwd-honors-ralph-lauren-02

Looks de Ralph Lauren da primavera da coleção 2017 .

A notícia da saída de Larsson foi feita no mesmo dia que a companhia divulgou resultados do último período de quatro meses terminado em 31 de dezembro de 2016. As receitas líquidas caíram 11,9%, para US $ 1,71 bilhão, ante US $ 1,95 bilhão. Por segmento, as vendas líquidas de atacado e varejo também tiveram quedas. A companhia disse que as vendas líquidas de atacado caíram 26 por cento para US $ 582 milhões, enquanto as vendas líquidas de varejo caíram 2,2 por cento para US $ 1,1 bilhão.

As vendas consolidadas de lojas comparáveis ​​caíram 5%, mas caíram 4% em moeda constante. Ambos os componentes contribuíram para uma queda nas vendas líquidas de 12,1%, para US $ 1,67 bilhão no trimestre. O saldo da receita veio de renda de licenciamento.

Referente aos resultados trimestrais, Larsson disse que a empresa reduziu os níveis de estoque em 23% para melhor atender a demanda e “melhorou significativamente a capacidade de combinar a oferta com a demanda, reduzindo compromissos de pré-mercado. Ele disse que a empresa ainda está em um bom caminho para chegar seu objetivo em um prazo de 9 meses até o final do ano fiscal de 2017, e 90 por cento até o final do próximo ano fiscal.

A empresa também fechou 12 lojas de baixo desempenho durante o terceiro trimestre de 2016.

Durante a teleconferência com para analistas de Wall Street, Larsson disse que ele permaneceu confiante sobre a capacidade da equipe de gerenciamento de “levar a empresa de volta para o alto desempenho”.