Saks Fifth Avenue reabre com protocolo exclusivo

Foto REUTERS/Carlo Allegri

Foto REUTERS/Carlo Allegri

A Saks Fifth Avenue reabriu sua loja principal de 10 andares na cidade de Nova York ontem (24 de junho), os clientes estão sendo recebidos por 100 estações de desinfetantes para as mãos e limpadores de corrimão ultravioleta em suas 22 escadas rolantes, entre muitas outras precauções.

“Para definir o tom da criação de um ambiente seguro e saudável para nossos clientes, sabíamos que teríamos que exceder os requisitos mínimos”, disse o presidente da Saks, Marc Metrick, ao The Wall Street Journal . “Sentir-se seguro é tão importante para o luxo como sempre será.”

Muitas das etapas, incluindo a reserva de elevadores para clientes mais velhos e vulneráveis, excedem as regras do estado e da cidade de Nova York, como exigir que os clientes usem máscaras.

Em meados de março, quando a Saks fechou sua localização na Quinta Avenida, a Hudson’s Bay Co. (HBC), o grupo de negócios de varejo canadense dono da Saks, organizou uma força-tarefa para definir estratégias de como reabrir. E na quarta-feira, todas as 40 lojas da Saks foram reabertas.

A cidade de Nova York está no centro do COVID-19, com 17.591 mortes e mais de 213.000 casos confirmados de coronavírus, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention.

A Saks não está sozinha na tentativa de descobrir maneiras de voltar a vender. Todos as redes de varejo estão criando estratégias inovadoras para enfrentar o novo normal do mercado.